quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Evolução na crise





Preciso rebobinar minha fita cassete! Não que eu me arrependa das minhas atitudes!...É que acredito que melhores práticas coletivas impressionariam menos do que meu impulso precipitadamente calculado. Ainda mais que não tenho madeixas douradas, não sou manequim, nem exibo minha 'inteligência' em passarelas, logo, qualquer ponto fora do caminho modesto já se torna um espetáculo fantasioso ou uma melancia no pescoço.

A minha 'não-conformidade' é ditada pela sua 'conformidade' corriqueira e saturada! [Abaixo à padronização! Viva as diferenças, meu povo!]
Mas tudo bem, já estou acostumada mesmo.
De agora em diante a indiferença será a minha mais nova aliada e andará de mãos dadas comigo, para que eu deixe de ter sempre uma mão segura para você! Agora praticarei o 'não' e o 'sim' será uma palavra extinta do meu vocabulário. [pelo menos tentarei...]. É na crise que se desenvolvem as melhores invenções, é uma questão de sobrevivência. Mútua!







Lembrete: Fuja do poder! Ele te transforma após consumi-lo!




Vivo esperando e procurando um trevo no meu jardim!

3 comentários:

nicolegica disse...

de onde surgiu essa revolta??? só quero ver mesmo se vc vai tentar fazer o que tá dizendo aí!

Tais Cruz disse...

Abandonou? Pode não, Camila! kkk
Saudade!
Beijãooo!

Luciana disse...

Caramba meu!!
Acho melhor ninguem tentar comparar o que vc escreve com o que eu escrevo.
Meus posts parecem redação de primeiro perto dos seus!!!

Posso saber o motivo destas palavras tão revoltantes, mas bem escritas?